performance coletiva TREM, de Rebeca Stumm no arte#ocupaSM 2012.



TREM
A performance coletiva, permitiu que a obra ganhasse movimento e transitasse pelas Ruas da Cidade. Enquanto o som da banda chamou para ver o que estava passando, a manutenção desta passagem do trem no mesmo horário criou semelhanças com os relógios, o que também pode nos remeter a História das Ferrovias, pois no início, quando as estradas de ferro começaram a ligar as cidades, obrigaram que estas adotassem um mesmo horário padrão, a fim de que a comunicação entre estas se realizasse sem confusões.
Então se antes cada cidade podia ter sua própria hora, com as ferrovias as cidades obrigaram-se a instalar o horário unificado, e assim, a história das técnicas convergiu na história dos instantes do tempo, que a partir da estrada de ferro nos mostrou que esse processo de unificação não parou mais, nossos minutos passaram a ser os mesmo minutos dos outros. A obra TREM pretende falar de colaboração e de conexão entre pessoas, e ainda, dos ritmos das cidades.
arte#ocupaSM 2012, curadoria de Rebeca Stumm.
Registro de Roderick Steel